Passeando pela Bíblia 111 – … DE TAL MANEIRA …

Posted by in Artigos

… DE TAL MANEIRA …

Por esses dias estudando a Bíblia para pregar mais um sermão no domingo a noite Deus me surpreende ao me direcionar para um texto muito conhecido (João 3:16) e falou ao meu coração para notar um pequeno detalhe no texto. Note as seguintes palavras “… de tal maneira …”.

Nesse momento comecei a analisar a humanidade como um todo. E comecei a notar como a humanidade está perdida a séculos, na verdade desde a entrada do pecado no mundo. A conclusão que eu chego que a humanidade está perdida nos seus delitos e pecados. O homem foi criado para ser um adorador, a sua essência é a adoração a Deus, a essência da criação não se perde, mas o homem decidiu abandonar o que ele é para viver o que nunca deveria ser.

A humanidade está depravada, torcida, transgredida, vilipendiada, massacrada, ultrajada pelo pecado. Vemos homens se utilizando de homens para enriquecer, usam os da mesma espécie para se beneficiar e depois descartam como se fossem objetos sem valor.

O nosso país, o Brasil, é um grande exemplo desse retrato da humanidade. Nos tornamos uma nação com base na exploração do outro. Transformamos homens, criaturas de Deus, nosso semelhante, em escravos para formar o Brasil. E por causa desse pecado que foi cometido a séculos atrás pagamos o preço até hoje.

Quando começo a olhar para esses opressores o meu coração se enche de indignação. E nessa hora Jesus fala ao meu coração, eu também amei esses homens “… de tal maneira …” que morri por eles.

Depois de avaliar as palavras “… de tal maneira …” comparando com as ações humanas que desprezam um Deus santo para viver uma vida putrída não consigo compreender o tamanho do amor de Jesus. O amor de Jesus é muito maior do que posso compreender.

Viramos as costas para o criador. Negamos quem somos para viver o que nunca seremos.

Talvez você esteja lendo esse artigo pensando que não se enquadra nessa categoria de homens perversos, torcidos pelo pecado. Você pode estar batendo no peito e bradando em alta voz que não é como esses homens, dizendo que é honesto, que tem os atributos morais adequados. Infelizmente, vou ter que discordar de você, dizendo que você é uma pessoa arrogante e prepotente simplesmente porque acha que vivendo de acordo com os ditames sociais se acha melhor do que os outros. Quero trazer a sua memória que os fariseus eram homens que viviam de acordo com os ditames sociais e foram severamente repreendidos por Jesus.

Na passagem da mulher adúltera que é lançada aos pés de Jesus para ser apedrejada. Eram os homens corretos, os arautos dos bons costumes que já haviam condenado a mulher. Nessa passagem, também muito conhecida, podemos notar alguns pontos muito importantes. Primerio, todos que condenavam foram embora levando consigo o seu pecado. Segundo, somente a mulher que ficou aos pés de Jesus com o seu pecado obteve o perdão. Terceiro, somente quem tinha a autoriadade de condenar a pecadora disse “Nem eu a condeno”.

A grande questão é como anda a sua vida, agora que está lendo esse artigo, você está voltando para casa com o seu pecado? Ou vai escolher estar aos pés de Jesus com o seu pecado para ser perdoado?

Estudando essas passagens, vejo um Jesus que não tem pecado, que detesta o pecado, perdoando o pecado e valorizando a humanidade. Ele separa o pecado da pessoa, ele quer a pessoa. Ele faz o sacrifício para que a pessoa possa lançar o seu pecado sobre Ele para ficar sem pecado e voltar a viver a plena comunhão com Ele. Retornar para a essência da sua criação. Ele transforma pecadores em adoradores através do seu sacrifício.

Ainda assim nesse momento, ainda não consigo enxergar a amplitude do amor de Jesus, esse amor é muito maior do que eu e você podemos compreender.

Na carta escrita aos Efésios ressalta que somos salvos pela graça. Não somos salvos pelo que fazemos, mas pelo que somos. Somos salvos pois Ele nos amou “… de tal maneira …” que levou sobre Ele o nosso pecado e nos entrega a vida eterna como um presente. Coisa que de fato nós não merecemos.

Você está disposto a receber esse presente? Apenas aceite Jesus como Senhor e Salvador da sua vida.

 

Atenciosamente,

Pr. Leandro Costa